ALL investe R$ 82 milhões em máquinas de manutenção férrea

Os equipamentos se destinam à conservação da geometria das linhas da ferrovia e melhorias na superfície de rolamento dos trilhos em trechos de alta densidade de tráfego nos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

142_alto_araguaia (2) (500x333)A ALL – América Latina Logística reportou ao mercado nesta semana a realização de investimentos de R$ 82 milhões na aquisição de 20 máquinas voltadas para a manutenção de vias férreas, um investimento que se enquadra no plano de desenvolvimento da ALL – que conta com investimento médio de R$ 700 milhões por ano.

A aquisição dos equipamentos de fabricação europeia e americana foi fechada em 2012 e dividida em duas fases. A primeira, em 2013, contou com investimento de R$ 18 milhões e envolveu cinco máquinas, e a segunda, em 2014, compreendeu a aquisição de 15 equipamentos e investimento da ordem de R$ 64 milhões.

Segundo a ALL, os equipamentos se destinam à conservação da geometria das linhas da ferrovia e melhorias na superfície de rolamento dos trilhos em trechos de alta densidade de tráfego nos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

Com a conclusão das duas fases de aquisição, a empresa passou a contar com seis novas máquinas socadoras, responsáveis por garantir o nivelamento e alinhamento dos trilhos, fazendo os trens circularem com ainda mais segurança e velocidade; uma nova desguarnecedora, que ajuda na remoção de lastro sujo, pó e outros materiais dos trilhos; uma esmerilhadora, responsável pela melhora da superfície de contato entre os trilhos e as rodas do trem; seis vagões auxiliares; e seis novas regularizadoras, responsáveis pelo acabamento final da linha e encaixe de pedras.

“O investimento contribuirá não somente para o aumento da produtividade e da segurança das nossas operações, mas também para a evolução do transporte ferroviário do país como um todo”, diz o gerente de via da ALL, Ederson Padilha, em nota.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: