Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

América Latina e Brasil puxam vendas da Michelin

Vendas de pneus originais de carga, comercializados diretamente com as montadoras, apresentam alta de 40%, sendo 5% no mercado de reposição. No Brasil, as taxas de expansão da empresa foram sempre superiores à média da América Latina.

pneu_x_superterrain_01A América Latina e, em especial, o Brasil, estão se transformando nos mercados mais positivos em termos de geração de vendas e negócios para a Michelin, comparativamente às demais áreas de atuação da empresa francesa.

Em veículos de passeio e caminhonetes, a segunda maior produtora de pneus do mundo ampliou vendas de equipamentos originais em 9%, no período de janeiro a setembro deste ano, obtendo igual taxa de expansão sobre vendas realizadas no mercado de reposição.

Na América do Norte as taxas de expansão foram de 5% nos dois segmentos, seguidas pelo desempenho em alta apresentado em equipamentos originais na Ásia (+4%), sendo expansão de 6% sobre o mercado de reposição.

Esses mesmos dados aplicados sobre a performance de desempenho da área de pneus de carga, para caminhões e ônibus, aponta expansão de 40% na vendas de pneus originais às montadoras e 5% no mercado de reposição.

Essas informações constam do relatório trimestral divulgado pela empresa francesa na semana passada e traz informações relevantes.

Em equipamentos originais voltados para veículos de passeio e picapes, a empresa ampliou entre janeiro e setembro deste ano vendas em 9% na América Latina. Especificamente no Brasil essa taxa de crescimento foi de 12%. No segmento de reposição, a média de expansão foi de 9% na América do Sul, sendo de 11% no Brasil.

Para caminhões, o mercado de reposição na América do Sul apresentou avanço de 5%, mas no Brasil foi mais que o dobro dessa média, de 11%.

Em números

Financeiramente falando, as vendas em alta na América Latina e Brasil não foram o bastante para compensar o desempenho abaixo do esperado em demais regiões globais de atuação da empresa.

A Michelin fechou o período de janeiro a setembro com vendas totais de € 15,282 bilhões, resultado 5,3% abaixo dos € 16,142 bilhões apurados no mesmo período de 2012. A divisão de pneus de passeio e picapes participou com receitas de vendas da ordem de € 8,023 bilhões (3,3% menos que os € 8,298 bilhões apurados no mesmo período de 2012).

A divisão de pneus de carga (Caminhões e Ônibus) realizou vendas totais de € 4,781 bilhões, montante 5,2% inferior ao apurado na mesma base de 2012, de € 5,044 bilhões. O segmento de pneus especiais, que contempla pneus para aviação, mineração, agricultura e industriais produziu vendas de € 2,478 bilhões (11,5% menos que as receitas geradas em igual período do ano passado, de € 2,8 bilhões).

Para mais informações, acesse:

First-Half 2013 Business Performance in Line with Full-Year Objectives

 

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: