Américas e Japão asseguram desempenho da Bridgestone

Os mercados das Américas e do Japão foram os grandes segmentos para o bom desempenho apresentado pela Bridgestone Corporation no primeiro semestre fiscal de 2012.

Os mercados das Américas e do Japão foram os grandes segmentos para o bom desempenho apresentado pela Bridgestone Corporation no primeiro semestre fiscal de 2012.

Nas duas regiões geográficas as vendas da empresa registraram elevação de 5%, sendo de 661,7 bilhões de ienes (US$ 8,463 bilhões) nas Américas e de 601,9 bilhões de ienes (US$ 7,698 bilhões) no Japão.

Aqui, a expectativa da empresa era de vendas totais de 650 bilhões de ienes (US$ 8,314 bilhões) nas Américas – montante que foi superado pelo resultado final – e de 610 bilhões de ienes (US$ 7,802 bilhões) em vendas no mercado japonês, resultado que veio abaixo do estimado.

Já a Europa foi o grande revés para a Bridgestone. O Velho Continente garantiu perdas de 15% nas vendas da maior empresa de pneus do mundo.

Elas foram de 175,2 bilhões de ienes (US$ 2,240 bilhões) entre janeiro e junho deste ano, ante 206,7 bilhões de ienes (US$ 2,643 bilhões) no primeiro semestre do ano passado.

O informe de resultados divulgado pela companhia japonesa nesta manhã mostra que a estimativa de resultado para a Europa era de 190 bilhões de ienes (US$ 2,430 bilhões) para o primeiro semestre, sendo que o resultado efetivo e apurado veio pior do que os japoneses esperavam.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: