Brasil fecha março como sétimo maior mercado automotivo

Balanço realizado pela Jato Dynamics do Brasil aponta que o Brasil foi o sétimo maior mercado consumidor de veículos de passeio do mundo no mês de março, sendo o sexto maior no encerramento do primeiro trimestre.

Balanço realizado pela Jato Dynamics do Brasil aponta que o Brasil foi o sétimo maior mercado consumidor de veículos de passeio do mundo no mês de  março, sendo o sexto maior no encerramento do primeiro trimestre.

China (+3,9%), Estados Unidos (+12,7%) e Japão (+72,2%) foram os grandes mercados automotivos em março, porém, no acumulado do primeiro trimestre, o mercado chinês praticamente estagnou, com 44.886 veículos comercializados acima de igual período do ano passado, enquanto o mercado norte-americano expandiu suas vendas em 13,3%, ante 47,6% de aumento nas vendas de veículos no Japão. 

Vale lembrar que os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países os números englobam carros e comerciais leves.

Exceção à regra

No mar de crise que assola a Zona do Euro uma boa notícia: as linhas de produção e as vendas realizadas na Grã-Bretanha evoluíram positivamente neste início de ano, graças à política pública de incentivo e a troca de placas dos veículos antigos por modelos mais novos implantada pelo governo local.

Por força disso, a Grã-Bretanha aparece excepcionalmente na quarta colocação do ranking global em vendas de automóveis de passeio e comerciais leves, seguida pela Alemanha, com vendas 3,2% superiores a março do ano passado.

Fora do velho continente, a Índia vendeu 18,5% mais veículos, seguida pelo Brasil, cujas vendas apresentaram recuo de 1,6% em março deste ano.

No acumulado do ano, porém, deu Índia na quarta posição, Alemanha na quinta e Brasil na sexta, vindo a Rússia, com resultado positivo de 12,9% no primeiro trimestre, comparativamente ao mesmo período do ano passado.

Nas duas últimas posições entre os 10 maiores mercados globais estão a França, com queda expressiva de 21,63% e o Canadá com crescimento de apenas 2,7%.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: