Bridgestone fecha semestre com lucro 40% maior

A Brigdestone Corporation reportou ao mercado nesta terça-feira, 07, vendas globais de 1.488,9 trilhões de ienes (US$ 19,044 bilhões) no primeiro semestre fiscal de 2012, resultado 2% acima das vendas de 1.459,1 trilhões de ienes (US$ 18,663 bilhões ao câmbio de hoje), apuradas em igual período do ano passado.

 A Brigdestone Corporation reportou ao mercado nesta terça-feira, 07, vendas globais de 1.488,9 trilhões de ienes (US$ 19,044 bilhões) no primeiro semestre fiscal de 2012, resultado 2% acima das vendas de 1.459,1 trilhões de ienes (US$ 18,663 bilhões ao câmbio de hoje), apuradas em igual período do ano passado.
 
Desse total, a divisão pneus participou com vendas totais de 1.237,5 trilhões de ienes (US$ 15,828 bilhões), resultado 1% superior aos 1.221,2 trilhões de ienes (US$ 15,620 bilhões) registrados no período de janeiro a junho de 2011.
 
A divisão de produtos assemelhados de borracha garantiu vendas de 260,4 bilhões de ienes (US$ 3,330 bilhões), ou 6% superior às vendas apuradas no primeiro semestre do ano anterior, de 245,1 bilhões de ienes (US$ 3,135 bilhões).
 
A receita ordinária da maior empresa produtora de pneus do mundo encerrou o primeiro semestre fiscal de 2012 na casa de 128,9 bilhões de ienes (US$ 1,648 bilhão), em alta de 40% sobre a apurada na mesma base de comparação do ano passado, de 91,8 bilhões de ienes (US$ 1,174 bilhão ao câmbio de hoje).
 
Já o lucro da Bridgestone foi de 75,2 bilhões de ienes no semestre (US$ 961,8 milhões), resultado 39% superior ao lucro líquido do primeiro semestre de 2011, de 54,1 bilhões de ienes (US$ 691,9 milhões).
 
Em termos de receitas líquidas, elas cresceram 43% no primeiro semestre fiscal de 2012, para 133,7 bilhões de ienes (US$ 1,710 bilhão), dos quais 119,6 bilhões de ienes (US$ 1,529 bilhão) da divisão de pneus (+33% sobre o primeiro semestre do ano passado) e 14,0 bilhões de ienes (US$ 179,01 milhões) da divisão de produtos assemelhados de borracha, resultado 267% superior ao primeiro semestre de 2011.

* Com a colaboração de Daniel Mestriner Bortolin Pereira

Destaques

%d blogueiros gostam disto: