B8R substitui o modelo B290R

Chega ao mercado o novo chassi B8R da Volvo Bus

Entre os ganhos estão 3% mais em economia de combustível e 4% menos em custo de manutenção sobre o modelo anterior, o B290R

 

A Volvo Bus Latin America está lançando um novo chassi de ônibus no mercado nacional, o B8R que vai substituir o B290R.

Produzido no complexo industrial de Curitiba, o B8R se insere na estratégia de produção de veículos dentro de uma única plataforma global, destaca a Volvo. Os ganhos dessa ação se refletem em maior disponibilidade de peças e facilidade de atendimento.

Motor desenvolve 250 cv de potência e 950 Nm de torque.

Entre as características de inovação do novo chassi destacam-se a economia de combustível, 3% superior ao modelo anterior, bem como ganhos de 4% sobre o custo de manutenção.

Outro destaque é a maior longevidade na hora de trocar o óleo. O motor empregado no B8R pode chegar a 40 mil km rodados – dependendo da aplicação.

Segundo a Volvo, o motor desenvolve 250 cv de potência, 950 Nm de torque, novas gerações de caixa de câmbio Voith e ZF disponíveis e novas relações de diferencial.

Vem equipado de série com sistema de freios a disco EBS 5, suspensão eletrônica e volante com ajuste de altura e profundidade, oferece segurança e conforto ao motorista e aos passageiros.

O modelo possui configuração de eixo 4×2 e está disponível nas versões com pisos alto e baixo.

Voltado também para exportação, a Volvo também vai disponibilizar a motorização de 330 cv para alguns de seus clientes na América Latina.

Em termos de conectividade, sai de fábrica com softwares de conectividade para facilitar a ativação do sistema de gerenciamento de frotas Volvo (Fleet Managment) e o I-Coaching.

As ferramentas auxiliam gestores de frota a traçar estratégias para reduzir os custos da operação e os motoristas a extraírem a máxima eficiência do veículo, com dicas de como dirigir com menor consumo de combustível e menor desgaste de peças.

O novo chassi passou por testes de campo, por diferentes condições de tráfego urbano, topografia e quantidade de passageiros, sendo a Viação Santa Brígida, que opera em linhas urbanas das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro da cidade de São Paulo, uma das transportadoras que testou o novo chassi.

“Dada a nossa experiência positiva com o modelo B290R, os testes iniciais com o B8R mostram boa adaptação às condições técnicas e viárias, sobretudo a expectativa do aumento entre intervalos de manutenção preventiva”, destacou Fernando Cesar Bastos Filho, gerente de Manutenção da Viação Santa Brígida.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: