Índia, a nova fronteira para pneus radiais

A ECI International, uma das maiores promotoras de eventos ligados ao setor de pneus na Ásia, está chamando a atenção para o processo de substituição de pneus diagonais por radiais em andamento na Índia.

A ECI International, uma das maiores promotoras de eventos ligados ao setor de pneus na Ásia, está chamando a atenção para o processo de substituição de pneus diagonais por radiais em andamento na Índia.

Esse, aliás, será o grande tema da Tyrexpo Índia, programada para os dias 9, 10 e 11 de julho de 2013, no Chennai Trade Center, em Chennai (Índia).

Segundo a ECI os grandes fabricantes locais e internacionais estão realizando fortes investimentos em novas plantas industriais bem como na ampliação da capacidade de produção a fim de atender a demanda que se torna latente para pneus radiais voltados para caminhões e ônibus.

No radar existem duas condições muito fortes para esse movimento. A primeira delas diz respeito à nova legislação indiana que pune a sobrecarga transportada por caminhões e ônibus naquele país, mas a segunda condição mais relevante é a decisão do governo local de construir 35 mil quilômetros de novas estradas no país, o que polariza o foco das atenções pela substituição dos pneus diagonais pelos pneus radiais, principalmente para os veículos de transportes de cargas e passageiros.

Investimentos

Por força dessas questões, Apollo, BKT, Bridgestone Índia, CEAT, Dunlop Índia, Falcon e JK Pneus estão investindo pesadamente em pelo menos 12 plantas fabris na Índia, na maior parte delas com foco no atendimento a essa demanda por radiais de caminhões e ônibus.

As estimativas apontam que esse movimento redundará em aumento de 25% na capacidade produtiva para tipo de produto até 2013.

A ECI ressalta o exemplo da Michelin que está aplicando US$ 800 milhões em uma nova fábrica na cidade indiana de Chennai, com capacidade para 300 mil pneus radiais por ano, o mesmo caminho adotado pela Continental alemã, que está aplicando US$ 64 milhões para elevar a capacidade de produção desse tipo de pneu em sua planta local.

Como é o mercado indiano

Segundo a ECI, as empresas que atuam no segmento de pneus faturaram a soma de US$ 3,8 bilhões na Índia em 2011, com exportações de US$ 730,3 milhões e 119,2 milhões de pneus produzidos.

A Índia conta hoje com cerca de 40 empresas locais, das quais, as 10 maiores concentram 95% da produção, sendo que os pneus de caminhões e ônibus representam 65% do volume de negócios. Dentro dessa fatia de mercado, o segmento de reposição participa com 70%.

A ECI chama a atenção para outro fato. Não apenas o setor industrial está correndo contra o tempo para atender à demanda que se tornará ainda mais crescente, como está havendo um movimento forte na demanda por serviços associados à montagem, distribuição e reparo de pneus.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: