Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Marangoni negocia demissões na Itália e estrutura novo plano de negócios

A crise econômica na Europa, associada à queda na demanda por caminhões e pneus – novos e recapados – está levando a Marangoni, uma das maiores empresas do segmento de recapagem do mundo a negociar com lideranças sindicais italianas a demissão de cerca de 350 trabalhadores em sua fábrica localizada em Rovereto (Itália).

A crise econômica na Europa, associada à queda na demanda por caminhões e pneus – novos e recapados – está levando a Marangoni, uma das maiores empresas do segmento de recapagem do mundo a negociar com lideranças sindicais italianas a demissão de cerca de 350 trabalhadores em sua fábrica localizada em Rovereto (Itália).

A empresa vem se empenhando nas negociações e colocando na mesa de discussões uma possível redução da jornada de trabalho, de horas extras e até mesmo a possível demissão de pessoal.

A importação de pneus recapados da Ásia também foi apontada como um dos elementos que estão gerando problemas à empresa na Europa.

Ao mesmo tempo em que a empresa italiana negocia com as lideranças sindicados, seus executivos se debruçam sobre a montagem de um plano de reestruturação orçado em 2,7 milhões de euros (US$ 3,528 milhões), que inclui aquisição de máquinas e equipamentos, novos processos de produção e de pesquisa e desenvolvimento.

Vale lembrar que o grupo fechou 2011 com prejuízo de 7,9 milhões de euros (US$ 10,324 milhões).

No mês passado a companhia anunciou a construção de uma nova fábrica na cidade norte-americana de Madison, no Tennessee, no valor de US$ 7,5 milhões (US$ 9,8 milhões) e com capacidade para atender um milhão de pneus reformados por ano.

Só na América do Norte a companhia conta com 60 revendedores que operaram 150 mil recapagens no ano passado.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: