Michelin revê estratégias e aposta em mercado em alta em 2013

A Michelin reportou ao mercado ontem um novo conjunto de metas corporativas que a empresa pretende trilhar até 2015, entre eles, sua programação de investimentos e perspectivas financeiras e de resultados.

A Michelin reportou ao mercado ontem um novo conjunto de metas corporativas que a empresa pretende trilhar até 2015, entre eles, sua programação de investimentos e perspectivas financeiras e de resultados.

A empresa francesa destaca que após um 2012 de transição, o mercado de pneus deve retomar suas taxas de crescimento entre 4% e 5% em 2013, com os preços de matérias-primas em linha com a expansão do mercado.

O segmento de pneus Premium – que são foco estratégico de empresas com a Pirelli e Hankook – também foi referendado pela Michelin, que estima uma taxa de expansão desse segmento em 70% no período de 2012 a 2015.

Em relação aos investimentos, a empresa destaca eles incluem um posicionamento Premium, mas também uma ampla presença em outros segmentos de pneus, como os de mineração que passarão a ser produzidos na unidade de Lexington (Carolina do Norte – EUA), onde estão sendo aplicados US$ 750 milhões em recursos.

A empresa ressalta sua presença global e relata novos mercados serão responsáveis por quase 60% dos aportes em ampliação de capacidade produtiva.

Em função disso, a Michelin está elevando para US$ 550 milhões o montante a ser gasto em investimentos até 2015. A projetação é de lucro operacional antes de itens não recorrentes em 2012, um fluxo de caixa entre 300 milhões e 400 milhões de euros, mas vendas entre 3% e 5% menores neste ano.

Para 2015 a empresa francesa estima um lucro operacional antes de itens não recorrentes de 2,9 bilhões de euros, com margens operacionais entre 10% e 12% no segmento de passeio e de caminhões leves; entre 7% e 9% para o segmento de caminhões e entre 20% e 25% em negócios especiais.

O objetivo é gerar um retorno superior a 10% ao ano sobre o capital.

 Os números relativos aos primeiros nove meses do ano serão divulgados no dia 30 de setembro, após o encerramento dos pregões da bolsa de valores.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: