No segmento de motos, vendas caem 13%, aponta Abraciclo

Se no mundo das quatro rodas os dados de produção e vendas de setembro vieram abaixo da crítica, os números apresentados pelo mundo das duas rodas também não foi lá essas coisas.

Se no mundo das quatro rodas os dados de produção e vendas de setembro vieram abaixo da crítica, os números apresentados pelo mundo das duas rodas também não foi lá essas coisas.

Levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) mostra que as vendas de motocicletas tiveram queda de 13,3% no acumulado do ano até setembro, comparativamente ao mesmo período do ano passado.

Foram licenciadas 1.242.891 motocicletas neste ano, ante 1.434.322 no mesmo período do ano passado.

A Abraciclo destaca como principal fator para essa diminuição nas vendas a forte seletividade dos bancos na oferta de crédito para aquisição de motos financiadas.

“Se forem oferecidas novas linhas de crédito, as classes C, D, e E, que necessitam de parcelamento para aquisição de um veículo e correspondem a cerca de 85% das vendas, terão acesso a uma motocicleta”, diz o diretor executivo da Abraciclo, José Eduardo Gonçalves.

Segundo ele, medidas como redução de tarifa de abertura de crédito, financiamento de até 100% do veículo, além de prazos mais longos para pagamento podem atrair novos consumidores e auxiliar na recuperação do mercado.

Em comparação ao mês de setembro deste ano com o de 2011, houve uma retração de 33,9% nas vendas. E em agosto recuo de 18% na mesma base de comparação.

Com essas significativas diminuições nas vendas aos consumidores finais, a produção e as vendas no atacado também foram afetadas.

A produção teve queda de 17,7% no acumulado do ano em relação a 2011. Especificamente em setembro a retração foi de 30,2% em relação a setembro do ano passado.

As vendas no atacado tiveram diminuição de 18,5% no acumulado do ano e 27,4% no mês passado.

Já no setor de bicicletas a produção no Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou expansão de 17% no acumulado do ano e de 12,1% de julho para agosto em comparação a 2011. O mês de agosto teve aumento de 4%.

Nas vendas no atacado houve crescimento de 3% no acumulado do ano em relação a 2011. De julho para agosto, a comercialização no atacado cresceu 31,3%, passando de 83.753 unidades para 109.977 unidades. Em relação a agosto do ano anterior (110.706 bicicletas), houve uma leve queda de 1%.

As importações de janeiro a agosto totalizaram cerca 203.322 unidades, um pequeno aumento em relação a 2011 que teve 202.835 unidades. Na relação de julho de 2012 a 2011, houve um aumento de 97,8%.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: