Pirelli inaugura nova fábrica no México; medida impacta filial Brasil

A Pirelli inaugurou hoje, 31 de maio, no México, aquela que é considerada a unidade fabril mais moderna do grupo no mundo, na cidade de Silao, no estado mexicano de Guanajuato.

A Pirelli inaugurou hoje, 31 de maio, no México, aquela que é considerada a unidade fabril mais moderna do grupo no mundo, na cidade de Silao, no estado mexicano de Guanajuato.

Segundo o presidente e CEO da Pirelli, Marco Tronchetti Provera, a abertura da nova unidade representa uma etapa importante nos planos de crescimento da empresa, principalmente nos negócios que envolvem o Nafta e a América Latina.

Com aportes de US$ 400 milhões a serem realizados até 2017, a unidade de Silao terá uma produção inicial de 400 mil unidades anuais – de pneus para veículos de passeio, de alta performance e para caminhões -, devendo chegar a 3,5 milhões de unidades em 2015. 

Em plena capacidade, prevista para acontecer em 2017, a fábrica mexicana terá capacidade total para produzir 5,5 milhões de pneus por ano, dos quais 70% a serem comercializados na região do Nafta (Canadá, Estados Unidos e México).

Segundo Provera, a capacidade de produção local (voltada para o Nafta) deve subir de um percentual de 6% atualmente para 53% até 2015. 

Nessa conta, o principal executivo da empresa italiana ressalta fortes ganhos logísticos, além de representar uma redução das importações de pneus produzidos no Brasil – que hoje abastecem os mercados e segmentos do Nafta, mas que passarão a ser atendidos pela fábrica de Silao.

Provera ressaltou que a linha de produtos antes importada do Brasil será destinada para o atendimento dos demais mercados latino-americanos. Ou seja, muda a estratégia e o ataque da empresa para os negócios no Brasil, também.

A Pirelli estima obter vendas 7% maiores no Nafta, com as receitas geradas a partir disso da ordem de US$ 900 milhões. Essa projeção vale a partir de 2014.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: