Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Porto de Santos movimenta 114 milhões de toneladas em 2013

O total previsto considera a movimentação realizada até novembro e a prevista para o mês de dezembro. Para 2014, a expectativa é de novo recorde, com a movimentação de 122 milhões de toneladas.

Santos Brasil  17114 milhões de toneladas movimentadas em 2013. Esse foi o volume apurado até o momento pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), para o Porto de Santos. Em balanço divulgado na segunda-feira,23, a entidade destacou o forte desempenho dos setores sucroalcooleiro, complexo soja, milho  e contêineres.

“Esse movimento, cerca de 9,4% acima do registrado em 2012 e 4,58% acima do inicialmente projetado pela Autoridade Portuária, de 109 milhões toneladas, se deve às  exportações, que apresentaram um incremento de 12,7% sobre o desempenho do último ano, mesmo sob os efeitos da crise econômica financeira que afetou as principais economias mundiais, inclusive o Brasil”, destaca informe divulgado ao mercado.

Segundo a Codesp, o total previsto considera a movimentação realizada até novembro e a prevista para o mês de dezembro. Para 2014, a expectativa é de novo recorde, com a movimentação de 122 milhões de toneladas, ou 7,0% a mais que o previsto para 2013.

Como a Codesp desenha esse desempenho futuro? Para os sólidos a granel está sendo projetado um aumento de 4,9%, enquanto para os líquidos a granel devem crescer em torno de 1,5% e a carga geral 11,4%. Os maiores destaques são para as expectativas de crescimento das movimentações do complexo soja (16%) e das cargas conteinerizadas (12,3%).

Por mercadoria

Açúcar – A expectativa é de que a commodity movimente a soma de 19,5 milhões de toneladas neste ano, 17,5% a mais que em 2012. Para 2014, a Codesp destaca estimativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única) para exportações de até 24,5 milhões de toneladas. Especificamente no Porto de Santos são esperadas 20 milhões de toneladas do insumo em 2014.

Soja – A expectativa de safra recorde aponta para movimentação de 18,4 milhões de toneladas de mercadorias – dentro do Complexo Soja -, número que aponta para incremento de 16% ante o realizado neste ano.

Os últimos números da Codesp apontam que a soja em grão movimentou 14,9 milhões de toneladas neste ano ou 14,2% a mais que no mesmo período de 2012. Para a soja peletizada, os dados até o momento apontam para 3,4 milhões de toneladas movimentadas e alta de 24,2%.

Apenas em sólidos a granel, espera-se por uma movimentação de 59,8 milhões de toneladas no próximo ano, com o complexo soja devendo se destacar, com incremento previsto de 16% na movimentação, aponta a Codesp.

Milho – A expectativa é encerrar 2013 com movimento recorde de 11 milhões de toneladas, um desempenho que teve a influência da quebra da safra norte-americana, da boa safra de inverno colhida no Brasil e da valorização do dólar frente ao real, compensando, em parte, a queda nos preços da commodity no mercado internacional, destaca o informe. Segundo a entidade, o Centro-Oeste responde por 90% dos embarques de milho no Porto de Santos.

Adubo – A descarga de adubo no complexo santista, prevista pela Codesp para este ano é de 3,7 milhões de toneladas ou 7,5% a mais ante o ano anterior. Com o novo recorde esperado para a safra de grãos, estima-se para 2014 uma movimentação de adubo em torno de 3,8 milhões de toneladas, um aumento de 2,4% sobre o projetado para 2013.

Sucos cítricos – As exportações de sucos cítricos devem atingir 2,0 milhões de toneladas neste ano, refletindo expansão de 5,4% se comparado ao ano passado.

Carga Geral – Neste ano foram apuradas 41 milhões de toneladas no Porto de Santos, 8% a mais que em 2012. Para 2014 a expectativa é atingir 45,8 milhões de toneladas, 11,4% acima das previsões para este ano.

Contêineres – A Codesp espera encerrar 2013 superando o recorde anual de 2012 (3,1 milhões de TEU’s), com a marca de 3,4 milhões de TEU’s. Para 2014, novo recorde, apontando para 3,9 milhões de TEU’s. Em nota, a instituição acredita que a entrada em operação, neste ano, de dois novos terminais para movimentação dessa modalidade de carga (BTP e Embraport), dê sustentação a esta projeção, além de melhores perspectivas para as exportações brasileiras de bens de maior valor agregado, aproveitando-se do câmbio em patamar mais elevado e de um cenário internacional mais favorável.

Carga solta – Para a carga geral solta é esperado um crescimento de 4,3% em 2014,  atingindo 4,9 milhões de toneladas ante as 4,7 milhões de toneladas que deverão ser movimentadas em 2013. Este crescimento deve ser liderado pelos embarques de celulose e  veículos.

Para a celulose 2013 deve encerrar com  2,3 milhões de toneladas movimentadas (+15,9% sobre 2012), sendo esperada a movimentação de 2,5 milhões de toneladas em 2014 (+10,2% ante 2013).

No caso dos veículos, a Codesp destaca forte recuperação neste ano, após a queda brusca observada em 2012. A projeção é atingir até o final do ano a operação de 389,9 mil veículos, 18,4% acima do último ano.

Os embarques devem chegar a 265,0 mil unidades (+18,1%) e as descargas a 124,3 mil (+19,0%). Para 2014 a expectativa é de estabilidade na movimentação de veículos, que deverá atingir 390,6 mil unidades, crescimento de 0,2% ante a previsão para o ano de 2013.

 

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: