Pneus inservíveis aguardando processo de reciclagem na usina da Strasse Reciclagem de Pneus no Paraná

Rio de Janeiro vai priorizar o uso de asfalto borracha

Tecnologia permite usar entre 200 e 1000 pneus para cada 1 Km de pavimentação e dura até 40% mais

Pneus preparados pela Strasse Reciclagem de Pneus no Paraná para o processo de pó de borracha

O asfalto borracha, que tem em sua composição a utilização de pneus reciclados, passa a ter prioridade nos processos de recapeamento e construção de novas ruas e estradas no Estado do Rio de Janeiro.

O projeto de lei – de autoria do deputado estadual Wanderson Nogueira (PSOL-RJ) foi sancionado pelo governador do Rio de Janeiro. O texto da lei estabelece que toda a licitação que envolva utilização de asfalto deve, a partir de agora, priorizar os pneus reciclados.

“O Rio de Janeiro ganha com essa lei, pois pode receber pneus de outros estados que terão que pagar para “descartá-los”, barateando ainda mais a operação de aplicação. O asfalto ecológico oferece mais conforto aos condutores que trafegarem por nossas vias e, além disso, um benefício sem dimensões para o meio ambiente”, destaca o parlamentar.

Em nota, Wanderson Nogueira (ressalta que poderão participar do processo licitatório para a execução de asfalto ecológico no Rio de Janeiro, empresas que demonstrem capacidade técnica para a execução de serviços de massa asfáltica convencional.

Minas Gerais, Paraná e São Paulo já contam com legislação equivalente e concessionárias privadas que já usam a tecnologia asfáltica como o Grupo EcoRodovias e CCR já aplicam o asfalto borracha na manutenção e construção de rodovias sob suas administrações, sendo essas mesmas estradas consideradas as mais seguras do Brasil.

Pó de borracha extraído de pneus velhos em usina da Pneus preparados pela Strasse Reciclagem de Pneus no Paraná

Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul destaca que o asfalto leva o nome de ecológico por receber 20% de borracha de pneu velho triturado. Dependendo da tecnologia empregada, são usados entre 200 e 1.000 pneus inservíveis para a construção de 1 Km de pavimentação.

O estudo também destaca que os polímeros da borracha de pneus reciclados melhoram as características dos ligantes asfálticos, o que reduz o desgaste dos pneus dos veículos que transitam por essa pavimentação. Especificamente sobre o asfalto, a vida útil é 30% a 40% maior que o asfalto tradicional.

Destaques

%d blogueiros gostam disto: