Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Safra e varejo puxam produção e vendas de pneus, diz ANIP

Apenas para produtos destinados ao campo, usados em tratores, colheitadeiras e máquinas e implementos agrícolas, a ANIP registra expansão de 6,6% na produção, para 152 mil unidades.

bimestres 14 x 13

A safra agrícola brasileira vem sendo um dos grandes polarizadores do mercado brasileiro de pneus neste início de 2014, ao lado do bom desempenho do mercado de reposição, aponta o presidente executivo da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), Alberto Mayer.

Em boletim econômico divulgado nesta terça-feira, 17, o executivo destaca que safra vem sendo um dos pontos positivos para o aumento da produção e venda de pneus. Apenas para produtos destinados ao campo, usados em tratores, colheitadeiras e máquinas e implementos agrícolas, em geral, a ANIP registra expansão de 6,6% na produção medida no bimestre, para 152 mil unidades.

Para pneus de carga (cuja maior demanda vem sendo para o uso em caminhões que realizam o transporte de bens e produtos do campo), a produção bimestral cresceu 9,2%, para 1,34 milhão de pneus do gênero. Em termos de vendas, houve aumento de 19,1%, para 1,509 milhão de unidades no período.

Já os pneus voltados para uso em picapes e caminhonete a indústria ampliou a produção em 8,9% no período acumulado de janeiro e fevereiro, tendo saído das linhas de produção a soma de 1,5 milhão de pneus.

As vendas gerais de pneus apresentaram crescimento de 7,5% no acumulado do ano, aponta o presidente executivo da ANIP que também chama a atenção para outros fatores positivos ao segmento: o bom desempenho das vendas sobre o mercado de reposição (varejo) e até mesmo o aumento das exportações de pneus, um indicador que vem sempre sendo destacado como negativo, em termos de resultados para a indústria.

“As vendas cresceram 7,5% no bimestre janeiro/fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado, puxadas pelo crescimento de 19,1% nos pneus para veículos de carga, que passaram de 1,268 milhão para 1,509 milhão no período”, destaca o boletim informativo da ANIP. Segundo Alberto Mayer as vendas da categoria cresceram para os três segmentos de mercado atendidos: reposição (mais 19,3%), montadoras (+6,0%) e até para o mercado externo, com forte ampliação (+48,3%), provocada pela nova geração de caminhões.

Mayer destaca que no caso de pneus de passeio, o mercado de reposição manteve a forte expansão apresentada no mês de janeiro, crescendo 19,8% no bimestre, em relação a 2013, enquanto o fornecimento a montadoras caiu 15,6% no bimestre, passando de 2,126 milhões para 1,794 milhão.

“O começo do ano não foi dos melhores para a setor de automóveis e o fornecimento de pneus acompanhou esse momento menos positivo”, explica Mayer. No total as vendas de pneus para veículos de passeio das associadas à ANIP cresceram 3,4% na soma dos dois meses, passando de 5,817 milhões para 6,014 milhões.

Já as vendas de pneus para picapes e caminhonetes se comportaram de forma próxima ao setor de caminhões e apresentaram expansão nos três segmentos: +18,6% para o mercado de reposição, +20,7% para montadoras e + 4,7% nas exportações.

"Parece claro pelos números da ANIP e dos fabricantes de veículos que há certo refluxo na tendência de compra de carros para uso particular, que não atinge a produção de camionetas, onde se somam as de uso profissional e as que são buscadas por famílias, mulheres e jovens pelo seu conforto, impressão de segurança e aspecto mais esportivo", destaca Alberto Mayer.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: