Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Terminal de álcool de Paranaguá já pode operar

A capacidade de embarque é de 15 mil toneladas por dia e o terminal está apto para embarcar qualquer tipo de álcool, desde carburantes até os usados nas indústrias de bebidas e farmacêutica.

Seis anos após ter sido inaugurado, terminal poderá finalmente operar cargas. Todas as normas e exigências dos órgãos reguladores foram cumpridas pela atual administração dos portos. Foto: Nájia Furlan/ AsscomApós seis anos de sua inauguração, o Terminal Público de Álcool do Porto de Paranaguá está apto a operar cargas. Inaugurado em 2007, o terminal sofreu um vazamento em 2009 e desde então permaneceu em inatividade.

Segundo a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), foram gastos R$ 13,7 milhões para a construção da estrutura, que conta com sete tanques com capacidade estática de 35 mil metros cúbicos de álcool.

A capacidade de embarque é de 15 mil toneladas por dia e o terminal está apto para embarcar qualquer tipo de álcool, desde carburantes até os usados nas indústrias de bebidas e farmacêutica. 

Seis anos após ter sido inaugurado, terminal poderá finalmente operar cargas. Todas as normas e exigências dos órgãos reguladores foram cumpridas pela atual administração dos portos. Foto: Nájia Furlan/ Asscom“O terminal foi inaugurado sem condições de operar, passou por adequações e, mesmo assim, sofreu um vazamento numa das primeiras tentativas de entrar em funcionamento. A determinação do governador Beto Richa foi de que deveríamos tornar o terminal operante, até porque ele foi construído com dinheiro público e precisava honrar este investimento. E foi isso que fizemos”, afirmou em nota o superintendente dos portos, Luiz Henrique Dividino. 

Atualmente apenas um operador portuário está habilitado para operar no terminal: a Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (Alcopar), que tem como associadas 28 unidades produtoras de álcool das 30 situadas no Estado do Paraná. Outros terminais estão em processo de habilitação que, além de atender às exigências da Appa, precisam estar habilitadas também junto à ANP. 

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: