Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Veículos: vendas caíram 2,29% em 2013, apura Fenabrave

Alto nível de endividamento do consumidor e limitação do crédito bancário voltado para a venda de veículos foram dois dos principais fatores lembrados pelo presidente executivo da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., para explicar a questão.

Kangoo 2 (400x267)As vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e implementos agrícolas encerraram 2013 em queda de 2,29%. Ao todo, foram emplacadas 5.458.671 unidades em 2013, ante as 5.586.525 registradas no ano anterior. Os números são de balanço divulgado nesta sexta-feira, 03, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Alto nível de endividamento do consumidor e limitação do crédito bancário voltado para a venda de veículos foram dois dos principais fatores lembrados pelo presidente executivo da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., para explicar a questão.

“A manutenção do IPI para automóveis e comerciais leves impediu uma queda maior para esses segmentos”, disse o executivo ao apontar que o desempenho de vendas para caminhões, ônibus, implementos, tratores e máquinas agrícolas foi bastante positivo no ano passado. Aqui o pleno desempenho da safra agrícola e do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), mantido pelo BNDES, foram os grandes alavancadores de vendas.

Confira os números apurados pela Fenabrave para cada segmento em 2013:

Automóveis e Comerciais Leves – Foram emplacados 3.575.935 unidades de automóveis e comerciais leves no acumulado de 2013, contra 3.634.456 no ano anterior, o que representa queda de 1,61%. Em dezembro foram emplacados 335.948 unidades, contra 288.203  em novembro. O desempenho dos segmentos foi de alta de 16,57% no mês passado, se comparado ao mês anterior.

Caminhões e Ônibus – O mercado de caminhões registrou alta de 13,02% na comparação dos acumulados de 2013 e 2012. Foram emplacados 155.691 caminhões no ano passado, ante 137.752 unidades no mesmo período de 2012. Ao comparar dezembro de 2013 (14.502 unidades) com novembro (11.712 unidades), o segmento cresceu 23,82%.

O segmento de ônibus cresceu 20,58% no comparativo entre os acumulados de 2012 e 2013, passando de 29.546 unidades emplacadas para 35.628. Entre novembro (3.023) e dezembro (3.413), o crescimento do setor foi 12,90%.

Na soma dos dois segmentos (caminhões e ônibus), o desempenho do ano foi positivo no acumulado e também na comparação entre novembro e dezembro do ano passado. Ao todo, foram emplacadas 191.319 unidades em 2013, contra 167.298 no ano anterior – alta de 14,36%. No último mês de 2013, 17.915 unidades foram emplacadas no Brasil. Este volume é 21,58% maior que as 14.735 unidades registradas em novembro.

Motos – O segmento de duas rodas que ainda sofre com a restrição de crédito apresentou queda de 7,44% na comparação entre os acumulados de 2012 e 2013. No ano passado foram emplacadas 1.515.689 unidades, ante as 1.637.507 registradas em 2012. No comparativo entre os meses de novembro (122.227 motos) e dezembro (140.587 unidades), o resultado foi de alta de 15,02%.

Implementos Rodoviários – Este setor registrou alta de 33,46% entre janeiro a dezembro de 2013, no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Foram comercializadas 69.545 unidades em 2012, contra 52.110 implementos no mesmo período de 2012. De novembro (5.677) para dezembro (7.135), o crescimento foi de 25,68%.

Outros – Outros veículos, como carretinhas para transporte, apresentaram crescimento de 11,59% na comparação dos acumulados, passando de 95.154 unidades para 106.183. Ao comparar os meses de novembro e dezembro, este setor retraiu em 1,90%, passando de 9.402 unidades para 9.223 no mês anterior.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: