Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

CBR1000RR Fireblade chega ao Brasil em dezembro

São duas versões, aos preços sugeridos de R$ 69.990,00 e R$ 79.990,00.

A Honda está lançando em primeira mão no Salão Duas Rodas a nova CBR1000RR Fireblade, modelo que comemora os 25 anos de produção mundial do modelo.

90% de seus componentes são totalmente novos, começando pelos conjuntos ciclísticos e mecânicos derivados da RC213V-S, versão street do modelo RC213 usado na MotoGP.

Ela é 15 quilos mais leves que a versão anterior (196 kg) e 11 cv mais potente.

O motor é DOHC de quatro cilindros em linha de 999,8cm³, 4 tempos e arrefecimento líquido, que desenvolve 192cv de potência a 13.000 rpm, com torque de 11,82 kgf.m a 11.000rpm (gasolina) – um aumento de 14% a mais na relação peso/potência sobre o modelo anterior.

Pistões, comandos de válvulas, tampas e transmissão foram modificados. A compressão aumentou de 12,3:1 para 13:1. Na transmissão, a nova embreagem reduziu o esforço da troca de marchas em 17% e o novo sistema de admissão aumentou o fluxo de ar na mistura e auxiliou no aumento da potência em 11 cv.

A transmissão está equipada com sistema quickshifter, que permite subir ou descer marchas de forma mais rápida, sem necessidade de acionamento na manete da embreagem.

Na suspensão dianteira, o garfo telescópico da Showa BPF (Big Piston Forks) é do tipo invertido de 43mm, com possibilidade de ajustes na pré-carga da mola e curso de 120mm. Os freios ABS são de disco duplo na frente e simples atrás, contam com tecnologia Brembo (modelo SP) e Tokico (Standard).

Dentro do pacote eletrônico, as novidades ficam por conta da unidade de medição de inércia (IMU), novo módulo de controle de tração regulável (HSTC) e sistema de seleção do modo de condução da motocicleta (RMSS).

A Honda informa que em toda a concepção do projeto, três premissas foram fundamentais: menor peso, mais potência e controle total.

Nesse sentido, escape e tanque de combustível (16 litros) foram desenvolvidos em titânio e são 2,8 kg e 1,3 kg mais leves, respectivamente. As carenagens são menores, mais justas e mais compactas e a refrigeração do motor conta com entradas de ar nos dutos dos radiadores, nas laterais dos faróis e lanternas. A aerodinâmica foi moldada de forma a desviar o ar do corpo do piloto.

A rabeta elevada faz conjunto com o assento em dois níveis, com altura de 832mm (834mm SP).

A Hoda destaca que a CBR1000RR Fireblade é a primeira motocicleta com motor 4 cilindros da Honda a sair de fábrica com acelerador eletrônico ‘Throttle-by-Wire’ (TBW), desenvolvido com base no sistema utilizado na RC213V-S.

Sua função é proporcionar maior precisão e sensibilidade nas acelerações, uma vez que todo trabalho fica por conta da ECU (Unidade da Central Eletrônica) e do sensor de posicionamento da manopla do acelerador (APS).

O painel de instrumentos é totalmente digital (LCD) e traz informações como hodômetro total e parcial, consumo médio e instantâneo, velocímetro, tacômetro, luzes de alerta e de avisos. Todos os parâmetros eletrônicos de assistência podem ser ajustados de acordo com o gosto e tipo de uso do condutor.

Modos de direção

À direita do guidão e próximo à manopla, está o botão da função MODE, responsável por selecionar até cinco modos de pilotagem.

Os três primeiros estão divididos em Street (Modo 3), para uma pilotagem mais suave e que prioriza o conforto; Winding (Modo 2), que equaliza características esportivas em um nível não tão arisco de condução; e Track (Modo 1), onde toda força e desempenho são disponibilizados a pleno, ou mesmo desligados por completo.

Para isso, uma central eletrônica mantém pré-ajustados parâmetros de funcionamento de três características básicas: potência do motor, controle do torque e o controle do freio-motor.

Os modos 4 e 5 estão disponíveis para as definições pessoais e totalmente configuráveis do piloto.

É possível personalizar e gravar na memória do sistema os níveis desejados de atuação para cada um dos parâmetros, com cinco níveis exclusivos para a potência, nove para a seleção de torque e três para o freio-motor.

Na versão Fireblade SP ainda é possível configurar a suspensão semiativa da Ohlins em até seis níveis de ajuste.

Um detalhe especial são as informações de painel disponibilizadas para cada modo de condução, como tempo de volta, temperatura e até o ângulo de posicionamento da manopla do acelerador, segundo a opção do tipo de pilotagem.

Comercialização e vendas

Importada do Japão, a nova CBR1000RR Fireblade versão 2017 estará disponível ao mercado brasileiro a partir de dezembro, em duas versões exclusivas: CBR1000RR Fireblade e CBR1000RR Fireblade SP.

Cores: vermelha ou preta metálica (CBR1000RR Fireblade), ou a versão nas cores da HRC em vermelho, preto e branco (SP).

Os preços públicos sugeridos serão de R$ 69.990,00 e R$ 79.990,00, respectivamente, com base no Estado de São Paulo, sem despesas de frete e seguro.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: