COPA DO MUNDO: Como está a situação em Minas Gerais

Em Minas Gerais as obras estão orçadas em cerca de R$ 2,59 bilhões, divididas entre estádio, projetos de mobilidade urbana e aeroportos.

Em Minas Gerais as obras estão orçadas em cerca de R$ 2,59 bilhões, divididas entre estádio, projetos de mobilidade urbana e aeroportos.
 
Estádio
 
O Estádio do Mineirão, orçado em R$ 695 milhões, já está em fase adiantada. A meta do governo local é entregar o estádio pronto já em dezembro deste ano.
 
Atualmente são 2,7 mil operários trabalhando nas obras do Novo Mineirão, estádio que terá capacidade para 65 mil torcedores, 90 camarotes e vagas para 2,6 mil veículos em seu estacionamento.
 
Na última semana, o governo de Minas apresentou o sistema de vigilância eletrônica do estádio. Serão 350 câmeras sendo 90 delas com movimento, a fim de localizar cenas específicas, identificando, por exemplo, objetos deixados em locais inapropriados ou veículos em área proibida.
 
Segundo o Portal 2014  o status da obra está da seguinte forma:
 
Preparação do canteiro: 65% concluída
 
Fundação das arquibancadas: 80% concluída
 
Vigas das arquibancadas: 40%
 
Esplanada e arquibancadas: 64%
 
Cobertura: 70%
 
Obras de Infraestrutura
 
Aeroportos
 
O cronograma mostra que o Aeroporto de Confins, ao custo de R$ 508,65 milhões, está com as obras em andamento e prevê conclusão até dezembro de 2013.
 
Entre as melhorias estão a adequação do sistema viário, a construção do terminal de passageiros 3, a reforma e ampliação da pista de pouso e do sistema de pátios e a modernização do terminal de passageiros.
 
Mobilidade Urbana
 
Na questão da mobilidade urbana serão investidos aproximadamente R$ 1,389 bilhão, destinados a oito projetos para melhoria e implantação de BRT’s  (Bus Rapid Transit), vias, controle de trânsito e corredores de ônibus. 
 
Destes, estão em andamento de acordo com o cronograma:
 
– A expansão do Sistema de Controle Inteligente de Tráfego (CTI) com previsão de conclusão da obra em outubro de 2013, no valor de R$ 31,6 milhões que proporcionará maior capacidade de gerenciamento e segurança no trânsito.
 
– O projeto de BRT Cristiano Machado terá 6,25 km de corredores exclusivos para ônibus, envolvendo recapeamento da pista com concreto e construção de 16 estações para BRTs, gerando um custo de R$ 135,3 milhões.
 
A previsão de conclusão da obra é em junho de 2013.
 
– As obras na Boulevard Arrudas/Tereza Cristina visa implantar corredores exclusivos de ônibus (BRT), revitalizar a área com ciclovias e um tratamento paisagístico. Orçada em R$ 221,1 milhões tem previsão de conclusão das obras em março de 2013.
 
– O projeto de BRT Área Central no valor de R$ 57,89 milhões, está localizado onde há o maior fluxo de troca de viagens da capital mineira. Para melhorar o transporte público da região serão implantados 7,6 km de faixas exclusivas para ônibus e a integração com o sistema BRT.
 
A previsão de conclusão da obra é em março de 2013.
 
– O projeto BRT Antônio Carlos/Pedro I, é o de maior custo (R$ 633,9 milhões) e contará com 16 km de corredores com duas faixas exclusivas de ônibus em cada sentido, além de 25 estações de ônibus do tipo BRT.
 
As obras tem previsão de conclusão em outubro de 2013.
 
– A Via 210 consiste na construção de 1,6 km de via buscando ligar a região do Barreiro ao centro da cidade e ao sistema de metrô. As obras terão custo de R$ 106,2 milhões e tiveram início em setembro de 2011.
 
No mesmo mês do início do empreendimento, o processo de desapropriações também foi iniciado visando viabilizar a construção e devido às dificuldades nestas ações na região ocorreram atrasos na obra que foi reprogramada. A previsão de conclusão passou a ser julho de 2013.
 
– O projeto Via 710 que vai implantar um corredor transversal de 4 km ligando a região nordeste da Belo Horizonte ao BRT Cristiano Machado.
 
A obra que custará R$ 174,9 milhões, segundo o portal 2014, deveria ter sido iniciada em março de 2012, mas teve problemas nas desapropriações de imóveis. Então o empreendimento teve início das obras em abril e sua a previsão de conclusão foi reprogramada para dezembro de 2013.
 
– Outro projeto que encontrou problemas para ter início foi o Corredor Pedro II/Carlos Luz (R$ 158,8 milhões), que a princípio iria inserir mais uma linha de BRT, mas os altos custos com as desapropriações fez com que a prefeitura mudasse seus planos.
 
Agora serão feitos corredores convencionais que terão a cooperação da BHTrans, empresa mista que é responsável pelo trânsito na cidade. As obras tiveram início em abril de 2012 e a previsão de conclusão é em outubro de 2013.
 
Segurança
 
Na questão da segurança, segundo o site Portal da Transparência, os projetos e ações a serem feitos serão quatro:
 
– A atualização e aperfeiçoamento dos agentes de segurança pública do Estado de Minas Gerais (R$ 1,99 milhão).
 
– A capacitação de bombeiros militares para atendimento em emergências envolvendo produtos perigosos (R$ 250 mil).
 
– A estruturação de sistema de integração virtual da Academia de Polícia Militar (R$ 2,14 milhões).
 
– O reaparelhamento da Academia da Polícia Civil de Minas Gerais e a capacitação de profissionais de segurança pública (R$ 400 mil).
 
De acordo com o cronograma apresentado no site Portal da Transparência, nenhum destes projetos foi iniciado ou não há previsões para o início.
 
Base de Dados
 
A pesquisa foi feita com base nos sites: Portal 2014Portal da TransparênciaPortal da Copa e da Agência de Minas.

 

Destaques

%d blogueiros gostam disto: