Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Vendas da Michelin crescem 23% no Brasil e batem 1,0 milhão de unidades

A Michelin encerra 2013 com a marca recorde de 1.000.000 de pneus vendidos no Brasil em um único ano e expansão de vendas de 23%, tanto no fornecimento de equipamentos originais (diretamente às linhas de montagem das montadoras), como no mercado de reposição (varejo).

unnamed (2)A Michelin encerra 2013 com a marca recorde de 1.000.000 de pneus vendidos no Brasil em um único ano e expansão de vendas de 23%, tanto no fornecimento de equipamentos originais (diretamente às linhas de montagem das montadoras), como no mercado de reposição (varejo).

Os números foram apresentados nesta terça-feira, 10, pelo diretor de marketing e vendas de pneus de ônibus e caminhão da Michelin para América do Sul, Feliciano Almeida, que contabiliza os resultados como muito positivos. “É um marco importante para nós”, disse ele ao destacar o fraco ano de 2012, quando o mercado não correspondeu às expectativas.

“Em 2012 tivemos a transição da tecnologia Euro 5 e um baixo crescimento do Produto Interno Bruto. Neste ano, tivemos um forte incremento das vendas de caminhões (puxadas pelos financiamentos do Finame) e um crescimento espetacular do agronegócio. Aqui faço uma ressalva. As pessoas olham o PIB total, mas se esquecem de ver o PIB Agrícola, que é uma China dentro do Brasil. Cresceu 9%, o que impulsionou toda a cadeia, de caminhões, máquinas e implementos, transportes e pneus”, disse.

Em números, o executivo da Michelin apontou que o mercado brasileiro de pneus de carga se manteve estável, na faixa de 6,0 milhões de unidades, mas neste ano avançou para algo entre 6,8 milhões e 7,0 milhões de pneus novos. “Não temos números do setor de importados, mas esse seria o tamanho do mercado de pneus novos para caminhões e ônibus no Brasil, hoje”, disse ele.

Feliciano Almeida destacou também que a capacidade de produção de pneus de caminhão e ônibus, no Rio de Janeiro, está no limite. “Não temos capacidade ociosa e já estamos programando uma ampliação da capacidade de produção em 30% até 2017”, disse.  Segundo ele, parte dos investimentos estimados em 1,0 bilhão de euros que estão sendo feitos no Brasil se destinam à ampliação da capacidade de produção. No momento, da produção total da empresa francesa em solo brasileiro, 30% se destinam para equipamentos originais e 70% para o mercado de reposição.

“Devemos ter uma produção entre 1,5 milhão e 2,0 milhões de pneus até 2015”, disse ele ao ressaltar que o Brasil é hoje um dos três principais mercados em importância para a Michelin, ao lado dos mercados da China e Índia. “Esses são os três mercados que mais consomem os investimentos que a empresa vem realizando ao redor mundo”, afirmou.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: