Transportepress.com
Portal de notícias sobre transporte.

Tailândia, Indonésia e Malásia vão reduzir venda e produção de borracha natural

Apesar do bom desempenho dos preços da borracha natural em setembro, que praticamente permitiram a recomposição das pesadas perdas observadas sobre as cotações do insumo em agosto, os três maiores produtores de borracha natural do mundo – Tailândia, Indonésia e Malásia – vão levar adiante o plano traçado em agosto para a retenção de exportações e corte de produção.

Apesar do bom desempenho dos preços da borracha natural em setembro, que praticamente permitiram a recomposição das pesadas perdas observadas sobre as cotações do insumo em agosto, os três maiores produtores de borracha natural do mundo – Tailândia, Indonésia e Malásia – vão levar adiante o plano traçado em agosto para a retenção de exportações e corte de produção.

Segundo o Conselho Internacional Tripartite da Borracha (International Tripartite Rubber Council, na sigla em inglês – ITRC), formado pelas três nações, a meta é reduzir as exportações de borracha natural em 300 mil toneladas entre 2012 e 2013 e cortar a produção em 150 mil toneladas em igual período – através de um processo de replantio de seringueiras.

O ITRC aponta que os preços do insumo em agosto ficaram 33% menores que em 12 meses e as ações que antes foram elucidadas como propostas, em 16 de agosto, serão colocadas em prática.

A estimativa é de que a produção mundial de borracha natural fique na casa de 11,3 milhões de toneladas neste ano, ante uma demanda potencial de 11,2 milhões de toneladas.

A projeção inicial dos produtores apontava para uma produção total de 11,8 milhões de toneladas em 2013, mas esse é um número que terá de ser revisto a partir da ação a ser adotada pelo ITRC, a partir de agora.

Entre os motivos apontados para tal decisão está a desaceleração da economia chinesa, a baixa procura por compradores do insumo na Europa e a redução da demanda por caminhões nos Estados Unidos.

Segundo a ITRC, um pneu de caminhão usa, em média, 51 quilos de borracha natural em sua composição, ante 3,5 quilos de um pneu de veículo de passeio, mas ambos os segmentos do setor automotivo não estão apontando uma trajetória linear de crescimento e demanda nos principais mercados globais.

A expectativa da ITRC é de 2013 haja uma retomada dos mercados globais, notadamente do mercado chinês, principalmente para pneus voltados ao segmento de caminhões e ônibus.

Na Índia, que é o 4º maior produtor mundial do insumo, os produtores locais se vêem diante de uma queda significativa da demanda apresentada pelas indústrias de pneus locais.

Em agosto, a produção cresceu 2,5%, para 73 mil toneladas, sendo que a estimativa é que a Índia encerre 2012 com uma produção de 942 mil toneladas, ou 4,74% acima das 899,4 toneladas produzidas em 2011.

Destaques
error: Conteúdo protegido.
%d blogueiros gostam disto: